quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Futebol com História (I)





Trago hoje para a ribalta um clube de futebol desconhecido da maioria das pessoas. Não o faço por causa dos títulos que conquistou ou da eventual fama e glória, que à sua escala também a teve, mas porque o seu percurso está ligado à História recente da Humanidade, em particular ao período entre as duas Guerras Mundiais.

O clube é o Sport Club Hakoah Wien. Fundado em 1909 por dois judeus de Viena, capital do então Império Austro-Húngaro, notabilizou-se pelo facto de só admitir atletas judaicos. Após a Primeira Guerra Mundial e a dissolução do Império, o Hakoah (que em hebraico significa "a força") passou a competir no campeonato austríaco, que venceria em 1924-25. O clube fazia frequentes viagens ao estrangeiro, atraindo aos seus jogos os membros da diáspora judaica espalhada pela Europa e América do Norte (o Estado de Israel só seria fundado em 1948). Foi o primeiro clube europeu a derrotar uma equipa inglesa na Inglaterra, batendo o West Ham, em 1923, por 5-1 (o West Ham, na sua história oficial, refere que utilizou o team de reservas nessa partida).

O clube não vivia só para o futebol, pois também tinha secções de luta livre, esgrima, pólo aquático e natação (com equipa feminina).
Curiosamente, o declínio desportivo do Hakoah está relacionado com as digressões que fez aos Estados Unidos. Vários jogadores abandonaram o clube e fixaram-se nos EUA, onde o nível de vida era superior ao da Europa, continuando aí a prática do futebol. Além disso, nos States não sentiam a discriminação racial que, na Áustria, ia crescendo contra as pessoas de origem judaica. Este anti-semitismo teria o seu apogeu após o Anschluss - a anexação da Áustria pela Alemanha Nazi, em 1938. O clube foi então dissolvido pela Associação Alemã de Futebol, os bens confiscados e o seu registo de competições e títulos anulado.

O Hakoah ressurgiu após a Segunda Guerra Mundial e ainda hoje existe, embora tenha abandonado a prática do futebol em 1949.

Entre os jogadores mais famosos do Hakoah nos anos 20 contava-se um tal Béla Guttmann, húngaro de nascimento, que foi um treinador de muito sucesso em Portugal.

As ilustrações que acompanham este post mostram o emblema do SC Hakoah Wien e a equipa campeã em 1925. O equipamento constava de camisola bipartida de azul e branco e calção branco, sendo o equipamento alternativo completamente negro.

3 comentários:

Pedro Gomes disse...

"Foi o primeiro clube europeu a derrotar uma equipa inglesa na Inglaterra, batendo o West Ham, em 1923, por 5-1 (o West Ham, na sua história oficial, refere que utilizou o team de reservas nessa partida)."

the old British pride

Miguel disse...

Equipamento azul e branco? Diacho, não me sabia anti-semita! :-))

Jorge P. Freitas disse...

Pronto, pronto, se o azul e branco não te cai no goto, sempre tens o negro do 2º equipamento (o alternativo). Como a Académica!