segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Hino da Independência do Brasil













Este artigo está relacionado com outro aqui publicado, sobre o Hino da Carta (hino nacional
português durante a Monarquia Constitucional). O autor da música de ambos foi D. Pedro, primeiro Imperador do Brasil e quarto Rei do mesmo nome em Portugal. A letra do Hino da Independência do Brasil (hino nacional brasileiro entre 1822 e 1889) é da autoria de Evaristo da Veiga:


Já podeis, da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil...
Houve mão mais poderosa:
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Imagens: As primeiras bandeiras do Brasil independente; a da esquerda vigorou por pouco tempo, entre 18 de Setembro e 1 de Dezembro de 1822 (data da coroação de D. Pedro I como imperador); a da direita vigorou desde 1 de Dezembro de 1822 até 15 de Novembro de 1889, quando um golpe militar instaurou a República. A principal diferença entre as duas reside no escudo, tendo a coroa original sido substituída por uma coroa imperial.

Vídeo: de minha autoria (JorgeF).

Consulte-se também: http://www.brasilimperial.org.br/bandsbr.htm



video

Sem comentários: